Um catálogo de produtos é muito mais que um apanhado de produtos colocados à venda em uma loja virtual, à espera dos clientes. É muito mais do que simplesmente criar as categorias, dar nome aos produtos, colocar fotos copiadas do site dos fabricantes (ou do concorrente, você decide) e um texto padrão (também copiado do fabricante ou do concorrente). Se sua loja foi montada com esse pensamento, lamento, você é um sério candidato à falência, mesmo que esteja vendendo e que sua receita esteja crescendo.

Explico: a concorrência no mundo virtual é muito mais feroz que no mundo real pelo simples fato de todas as lojas estarem a um clique de distância. É muito fácil mudar de loja e a distância/frete não são mais um grande empecilho para isso. Basta ver os produtos chineses que invadem o Brasil via DX ou Alibaba. Ser diferente, entregar valor agregado ao consumidor é fundamental e o catálogo de produtos é o primeiro elemento nessa batalha, mesmo que muitos  lojistas sempre deem mais atenção à velocidade de carregamento da página ou ao seu visual.

Se você quer construir um catálogo de produtos de qualidade para sua loja virtual, é preciso prestar atenção em vários pontos, ao longo de uma caminhada formada por passos que não devem ser atropelados e que consomem tempo.

Catálogo de produtos - imagem: Hiya Images

O título do produto deve ser curto e completo ao mesmo tempo, trazendo aquilo que o produto é, em uma maneira direta para que o cliente entenda o que ele significa e possa tomar decisões rápidas, seja olhando na sua home page, na página de categorias ou na própria página do produto. Ele deve estar em destaque sem ofuscar os demais elementos e seguido do código SKU, para que fique claro que aquele par nome + SKU significam aquele produto.

Ao mesmo tempo, cuide para que o título da página seja descritivo. O título é exibido no alto do navegador (via tag title) e na listagem do Google (via tag metatitle). Lembre-se que o nome da loja deve vir no final, depois do nome do produto e o comprimento total do texto deve ser menor que 50 caracteres, para não ser cortado. Detalhe importante: o título é a primeira coisa que o visitante vê na lista do Google e ele deve ter a palavra-chave. Exemplo, se na loja o nome do produto é “Rayban RB3025 Polarizado Aviador Tamanho 55″, o título para o Google deve ser “Óculos de Sol Rayban RB 3025″.

Invista nas imagens para os produtos. Nunca, jamais, em hipótese alguma, copie imagens de seus concorrentes e evite ao máximo usar as fotos fornecidas pelos fabricantes. Como já falei antes, cuide das fotos para que seu catálogo no e-commerce seja exclusivo. Não esqueça também de incluir as descrições nas imagens e salvá-las com o nome do produto, como “rayban-rb3025-polarizado-aviador-55.jpg”, pois isso fará com que elas sejam melhor indexadas no Google Imagens.

Construa um jogo de atributos específico para cada produto diferente que você venda e o recheie com as principais características, de modo que seja fácil para o seu visitante entender e compará-los com outros produtos de sua loja. Uma lista de características é sempre agradável e prática, além de facilitar a compreensão pelos mecanismos de busca.

Invista em descrições em linguagem publicitária. Nada mais chato do que ver detalhes técnicos na descrição (isso é papel dos atributos). A descrição deve ter uma linguagem leve, agradável de ler, apresentando aquele produtos, seus diferenciais e principalmente, qual problema ele resolve. Qualquer produto sempre é adquirido para resolver um problema e você deve pensar nisso ao escrever suas descrições.

Pra completar, organize uma navegação fácil, com poucos cliques, para que o cliente possa navegar pelas páginas sem se perder e sem se cansar. Invista também em uma boa busca (a busca nativa do Magento é viável apenas para catálogos abaixo de 1000 produtos), que retorne resultados relevantes e não a loja inteira quando o cliente digitar “ferro de passar” (que o Magento entende como ferro OU de OU passar).

Se você já tem a loja funcionando, não se intimide. Faça uma programação para os próximos meses e reconstrua seu catálogo, pouco a pouco. Você perceberá o resultado em clientes passando mais tempo em sua loja e encontrando melhor seus produtos, diminuindo a taxa de rejeição e aumentando a conversão. Certamente, esse trabalho se pagará com juros e correção monetária.

Como construir um catálogo de produtos de qualidade?
0 votos, 0.00 média (0% pontuação)