Na semana passada, estive em Leipzig, na Alemanha, para participar da edição local do Meet Magento. Tive o prazer de apresentar uma palestra sobre o Magento no Brasil (em dobradinha com o Carlos Hix, da nr-Apps) e compartilhar alguns pontos sobre o comércio eletrônico brasileiro e como o Magento é visto em terras brasileiras.

Andre Gugliotti no Meet Magento - imagem: divulgação

Infelizmente, só consegui participar do primeiro dia do evento e infelizmente pra mim, a maioria das palestras era em alemão, idioma em que não consigo ler mais que uma dúzia de palavras, que dirá entender as palestras. De qualquer forma, conversei com várias pessoas e pude assistir algumas palestras em inglês.

O que me chamou a atenção no Meet Magento Alemanha é o senso de comunidade: a maioria dos participantes era de desenvolvedores (pelo menos assim me pareceu), eles lotavam a sala voltada para a Trilha Desenvolvimento e os palestrantes que mais fizeram sucesso foram aqueles ligados a esse grupo.

Porém, se houve uma palestra, uma micro palestra com menos de 15 minutos, curta e direta, que chamou a atenção foi a de Tim Bezhashvyly, da 21sportsgroup. Ele simplesmente detonou com a Enterprise Edition e trouxe alguns elementos que fazem bastante sentido e merecem um olhar mais atento.

Segundo o palestrante, a versão empresarial do Magento seria quase uma fraude, uma vez que os elementos que a diferenciam da Community Edition podem facilmente ser incluídos com módulos desenvolvidos por profissionais independentes, a um preço muito menor do que a licença cobrada pela Magento Inc. Além disso, segundo Tim, o grande diferencial da EE, o suporte, seria inacessível à maioria dos lojistas e parceiros.

Ainda participarei de pelo menos mais dois eventos de Magento na Europa, esse ano. Vamos ver se consigo levantar mais informações de como o Magento está se comportando no velho continente e o que pode ser extraído para o e-commerce no Brasil.

Impressões sobre o Meet Magento Alemanha
0 votos, 0.00 média (0% pontuação)