No começo do mês, estive em Madrid, para participar do Bargento Espanha, o evento irmão do nosso Bargento Brasil (ambos derivados do Bargento principal, realizado em Paris). Mesmo trabalhando com Magento há tempos, ainda não havia participado de eventos da plataforma fora do Brasil e agora posso completar o que comecei a dizer no post Impressões sobre o Meet Magento Alemanha.

André Gugliotti no Bargento Espanha - imagem: Bargento ES/Divulgação

Se na Alemanha, não consegui entender a maioria das palestras (havia poucas palestras em inglês e as palestras que assisti em alemão, precisava tentar entender os pontos por dedução), o espanhol já é muito mais próximo do português. Nesse ano, o Bargento – e também o Meet Magento Alemanha – tinham poucas palestras em inglês e praticamente ninguém da Magento Inc., o que pode apontar para uma política da empresa em relação à participação em eventos externos (nem Bargento, nem Meet Magento são eventos oficiais).

Em nenhum dos eventos, o Brasil chamou a atenção, poucas pessoas sabiam alguma coisa sobre o país e a palestra só chamou a atenção de empresários que queriam saber mais sobre o mercado do que como o Magento estava presente por aqui. Provavelmente, isso está relacionado ao público do evento – não é uma feira de negócios ou uma rodada de investimento – mas é interessante para avaliar como podemos nos posicionar no exterior.

No programa do Bargento havia algumas palestras básicas, digo, para pessoas que estão iniciando na área de lojas virtuais, mas a sensação é que, de maneira geral, essa etapa já foi concluída. A maioria das pessoas já tem um conhecimento básico quando se fala de e-commerce e já demanda questões e conhecimentos em nível intermediário, buscando aprimorar seus negócios. No Brasil, estamos um pouco atrasados nessa questão, ainda que muitas pessoas solicitem palestras mais avançadas nos eventos.

Interesse pelo Magento

Porém, o que mais me chamou a atenção é a diminuição do interesse pelo Magento na Europa. Dois ou três anos atrás, qualquer um desses eventos estaria lotado, sem que se pudesse colocar mais uma pessoa sequer dentro do espaço. O Bargento em Paris chegou a colocar cerca de 1000 pessoas em um centro de convenções, mas dificilmente conseguirá repetir essa marca.

Por que o interesse pelo Magento está diminuindo? É um reflexo da comentada crise na Europa? É reflexo da estagnação do Magento – que sofre com o atraso no lançamento do Magento 2, com a ausência de novidades nas versões atuais e com uma falta de direção do eBay no que se refere à plataforma líder de mercado?

Essa diminuição do interesse não condiz com as pesquisas conduzidas pela aheadWorks que apontam o crescimento da participação do Magento, inclusive na fatia que a Enterprise Edition detém. Levanto duas hipóteses:

  • as pessoas já conhecem o Magento suficientemente bem e conseguem obter informações em diversas fontes pela internet, fazendo com que deixem de ir em eventos segmentados (que falam apenas do Magento) para privilegiar eventos de comércio eletrônico e marketing digital.
  • a Europa em si está vivendo uma situação diferente do resto do mundo, em que as pessoas estão optando por outras plataformas e portanto, deixando de participar de eventos de Magento.

Minha conclusão: as duas hipóteses em conjunto. O cenário europeu é pulverizado, com outras plataformas de destaque, como a francesa Prestashop e a americana Shopify. Enquanto as outras plataformas continuam com um crescimento nas pesquisas do Google, o Magento vem estagnado desde 2012. Então, isso pode significar que as pessoas estão buscando alternativas para suas lojas virtuais e também que já conhecem o Magento – e portanto não precisam mais buscar material sobre ele.

Se estou certo? Não sei… mas realmente também tenho sentido esse movimento e provavelmente devemos passar por ele no Brasil em alguns meses. Por enquanto, o Magento ainda tem fôlego mas o futuro a Deus pertence! Mudanças à vista? Uma nova plataforma pode dominar o mercado?

Minhas impressões sobre o Bargento Espanha
0 votos, 0.00 média (0% pontuação)