Esse post foi inspirado em um post publicado no E-Commerce Chile e você pode ver o post original em espanhol em “10 consejos de diseño para aumentar la conversion en un e-commerce“.

Aumentando Conversões em Lojas Virtuais - imagem: Digital Vision - Getty ImagesA conversão é a parte mais sensível em uma loja virtual. Digo isso porque não adianta nada investir em um bom layout, em um catálogo elaborado de produtos, com bons textos, imagens, vídeos, uma usabilidade estruturada, ter ótimos preços e clientes visitando as páginas se eles não conseguem concluir o processo de checkout. Participando do Congresso Search & Vendas, da E-Commerce Brasil em São Paulo, os números de abandono de carrinho, segundo os palestrantes, giram em torno de 80%. Isso significa que a cada 10 pessoas que colocam alguma coisa no carrinho, apenas duas concluem a venda.

A grande confusão é acreditar que o usuário vai se comportar em uma loja virtual da mesma forma como se comporta em uma loja física. Na loja de cimento e tijolos, há barreiras físicas que atraplaham as tentativas de abandono, como vendedores feitos de carne e osso, prontos para ajudar o cliente, além do estímulo visual e tátil. Quando compra em uma loja virtual, o cliente está por conta, sujeito a diversas interrupções ou dificuldades que podem jogar sua venda por água abaixo.

Vamos então às 10 dicas para utilizar o design a seu favor na hora de aumentar as conversões em sua loja virtual (seja ela Magento ou não):

 1) Mantenha o carrinho de compras sempre à vista do cliente

O cliente está navegando em sua loja e à medida que vai gostando dos itens, ele acrescenta no carrinho. Seria ótimo para a loja se ele estivesse realmente disposto a comprar todos os itens, mas muitas vezes ele perde a noção de quanto seu carrinho está cheio e quando percebe, simplesmente desiste da compra, ao invés de excluir itens supérfluos.

Coloque então um resumo do carrinho em todas as páginas, com um certo destaque, e mostrando ao menos o valor da compra e a quantidade de itens. O Magento já traz isso por padrão.

2) Melhore o aspecto do botão “Comprar” ou “Colocar no Carrinho”

Há diferenças de comportamento conforme o texto e a cor dos botões: quando se lê “Colocar no Carrinho”, a ideia é diferente de “Saiba Mais” ou “Compre Já”. Verifique qual é o melhor texto para o seu público-alvo e quais as cores que dão melhor resultado.

3) Utilize um menu de navegação claro

Entenda como claro não uma cor clara mas sim um menu fácil de entender e se localizar. Se um cliente colocou um produto no carrinho é um sinal claro de que ele tem uma intenção de compra. Essa intenção pode ser potencializada pela oferta de outros produtos mas também por uma navegação intuitiva, em que o cliente possa buscar outros produtos que serão adquiridos junto com o primeiro. Se o menu não for claro e o cliente se perder na loja, a chance de ele acabar indo parar no concorrente e comprar tudo por lá e grande.

4) Facilite a experiência de compra de seu cliente

Cada cliente é único e merece ter uma experiência única. Permita que seu cliente filtre, ordene, selecione os produtos da forma em que se sentir melhor. Se ele está buscando preço, ele deve querer ver os preços menores primeiro. Se ele busca marca, ele pode querer ver os produtos agrupados por marca e assim por diante. O Magento também traz essa função na caixa!

5) Agregue uma exibição rápida dos detalhes do produto

E faça isso já na página de listagem de produtos, permitindo que o cliente tenha acesso aos detalhes básicos do produto sem ter que clicar ou entrar na página específica do produto. Isso fará com que ele ganhe tempo e não se perca ao procurar por outros produtos que possam ser comprados junto com aquele primeiro produto adicionado no carrinho. O Magento não faz isso por padrão, mas o efeito pode ser conseguido através de modificações no tema.

6) Organize as informações dos produtos de forma clara

Quanto mais tempo o consumidor perder para encontrar as informações dos produtos ou tiver dúvidas sobre o que ele está levando, maior a chance de ele abandonar sua loja e todos os produtos que ele já tenha colocado no carrinho. Para isso, organize as informações na página do produto, de modo que o cliente encontre o que ele está procurando; dê uma olhada no post sobre como ter conteúdo de qualidade em lojas virtuais. Deixe claro para o cliente o que ele está levando também no carrinho de compras, como título do produto, modelo, especificação (caso seja 110V ou 220V por exemplo), além da quantidade.

7) Mostre claramente se o produto está disponível

Parece que é uma dica que todos já sabem, mas é impressionante como ainda se encontram lojas virtuais que querem vender o que não tem e só contam isso para cliente no carrinho de compras (certo, há lojas que nem contam, vão pedir desculpas só depois de 15 dias, mas não é esse o caso). Se o estoque está baixo, informe o cliente, mostrando pra ele que ele terá 3 unidades apenas, por exemplo. Se o produto acabou, informe claramente, retire o botão “Comprar” e dê opções para que ele seja avisado quando o produto voltar a estar disponível ou que ele possa pedir uma cotação personalizada, para um produto que não tem previsão de retorno ao estoque.

8 ) Identifique as variações do produto de forma intuitiva

No Magento, há a opção de se trabalhar com “Produtos Configuráveis” e com “Produtos Agrupados” (conheça todos os tipos de produtos no Magento). Porém, é preciso pensar em como usar essas opções e quais as necessidades e padrões de comportamento de su público-alvo. Ao trabalhar com escolhas, mostre claramente ao cliente quais são as opções que ele tem e quais as consequências, o que ele está comprando e o que ele pode comprar. Não deixe o cliente ter dúvidas porque certamente se ele colocar o produto errado no carrinho, as chances de conversão serão diminuídas.

9) Informe o valor do frete na página do produto

Muitas vezes o cliente é obrigado a colocar o produto no carrinho para conseguir saber o valor do frete e o prazo de entrega. Coloque essa opção na página do produto e permita que ele informe seu CEP e saiba quanto vai custar e quanto tempo vai levar para receber seu produto.

10) Retire todas as distrações da página de checkout

Depois que o cliente entrou no processo de checkout, não é mais hora de tentar vender nada além do que ele já tem no carrinho ou distrai-lo com promoções ou outras informações. Peça os dados mínimos necessários, defina o endereço de entrega, pegue os dados do cartão de crédito e finalize a venda. Direto ao ponto, sem distrações ou mudanças de trajeto. Depois que o cliente converteu, você poderá pensar em outras ações que podem ser feitas após o checkout.

10 Dicas de Design para Aumentar a Conversão em sua Loja Virtual
3 votos, 4.33 média (86% pontuação)
  • http://www.ipagare.com.br/blog/conversao Flávio – Blog iPAGARE / Dicas de Conversão

    André,
    é isso mesmo. Algumas dicas parecem até óbvias, mas é incrível como as lojas pecam. Queria ver se no mundo de tijolo e cimento haveria espaço para erros crassos como os que vemos por aí.

    Recomendo a todos a leitura do livro “Não me faça pensar” (“Don’t Make me Think”) do Steve Krug sobre usabilidade para web. É uma importância referência nessa área e a leitura é muito fácil.

    Gostaria também, se me permite, de fazer um “merchan”.

    No nosso blog temos uma área dedicada somente à conversão e eficiência de checkout que gostaria de recomendar para ti e teus leitores:
    http://www.ipagare.com.br/blog/conversao/

    Abraços

  • Pingback: Aumentando a conversão de sua loja virtual | Blog do Magento, por André Gugliotti()