Uma imagem vale mais que mil palavras e um vídeo vale mais mais que mil imagens. Acompanhe esse primeiro tutorial de 2017, como sempre em quatro artigos. Para saber mais, basta pesquisar sobre fotografia aqui no blog.

Lojas virtuais open source - imagem: reprodução

Depois de preparar o mini-estúdio, com o fundo e a luz adequada, e definir a câmera a ser utilizada, é hora de preparar os produtos e tirar as fotos. Normalmente, isso não é uma operação que você fará constantemente, já que a as fotos costumam ser feitas na preparação inicial do catálogo.

Se você tem produtos sazonais ou que mudam constantemente, então em determinados períodos terá que voltar ao estúdio e fazer novas fotos. Quanto mais organizado for esse processo, obviamente, menos tempo você vai gastar e maiores as chances de as fotos saírem com qualidade.

2) Preparação dos produtos

O ideal é que você faça um bom número de fotos em sequência, pois haverá um investimento de tempo para preparar o estúdio, a iluminação, a câmera e depois para desmontá-los e guardá-los. Além disso, se você não conservar seu estoque no mesmo lugar onde trabalha regularmente, pode optar por levar o estúdio até o depósito ou trazer os produtos necessários até o escritório, em uma única operação.

Você pode separar os produtos por tipo ou tamanho, o que for mais cômodo para facilitar a captura das fotos. Procure agrupar produtos semelhantes, que requeiram as mesmas configurações de estúdio e câmera. Com isso, você ganhará em velocidade e manterá um padrão.

Lembre-se de limpar os produtos antes de tirar as fotos. Procure também conhecer algumas técnicas que permitem fazer com que seus produtos apareçam mais brilhantes e vistosos.

3) Tirando as fotos

Na hora de tirar as fotos, posicione o tripé e procure manter a máquina na mesma posição. Para capturar diversos ângulos, você deve mudar o produto de posição, sempre conforme marcações feitas anteriormente. Insisto muito nessa questão do posicionamento pois vejo que é o ponto mais negligenciado pelos fotógrafos amadores.

Se em uma foto isolada isso não faz diferença, à medida que você começar a colocar diversas fotos de um mesmo produto em sua página ou – ainda mais – quando colocar as fotos na página de categorias, mostrando diversos produtos, perceberá o quanto a ausência de padrão é sentida. O mesmo vale para iluminação, que torna um produto mais coerente se todos eles puderem ser comparados em condições similares.

Ao tirar as fotos, procure variar entre planos gerais e detalhes do produto. É importante que o cliente consiga compreender o produto como um todo e a partir daí olhar os detalhes que o compõem. Se preciso, faça um teste antes de iniciar a sessão verdadeira de fotos, com alguns cliques ao acaso e olhando como as fotos ficam na tela do computador.

Último ponto: procure ao máximo fazer com que as fotos não precisem de retoques. O trabalho de pós-produção será menor e a qualidade das fotos ficará bem melhor.

 

Vídeos e Fotografias em Lojas Virtuais – parte 2/4
0 votos, 0.00 média (0% pontuação)