Depois que as pessoas conhecem o Magento – e ficam impressionadas com a quantidade de funções que o software traz nativamente -, a primeira grande dúvida costuma ser qual versão do Magento utilizar, entre as diferentes versões disponíveis. Na verdade, a primeira escolha, feita antes sequer de pensar em que mecanismo de loja usar, já dirá muito. Como eu escrevi dias atrás, antes de mais nada é necessário escolher entre ter uma loja alugada ou uma loja própria. Essa escolha já dirá tudo.

Comparando as versões do Magento - imagem: magentocommerce.com

Se você escolher por uma loja alugada e quer contratar os serviços diretamente com a Magento Inc., só há uma opção: o Magento Go. O Magento Go é o serviço de Saas da Magento, ou seja, eles vendem o software como um serviço e você paga o aluguel do software, sem se preocupar com servidor, atualizações ou manutenção. A grande questão é que o Magento Go ainda não está pronto para o mercado brasileiro, mas quando estiver será uma opção real a esse tipo de serviço por aqui.

Então, sabendo que o Magento Go é apenas por locação, você já sabe que ele não faz parte de suas opções se sua intenção é ter o software instalado em seu próprio servidor ou mesmo em provedores de hospedagem. Nessa categoria, com a descontinuidade da Professional Edition, há basicamente apenas duas opções: Magento Community Edition e Magento Enterprise Edition.

A Community Edition (CE) é a versão pioneira, desenvolvida desde 2007 e disponibilizada gratuitamente para download. Essa versão conta com o núcleo do Magento e diversas funções nativas, mas não tem suporte direto da empresa. Apesar disso ela está preparada para atender a uma gama grande de lojas virtuais e pode servir para quase todos os casos.

Aliás, pra explicar quando usar a Community é mais fácil explicar quando usar a Enterprise. A Enterprise Editium (EE) é a versão turbinada da Community, com uma série de funções e recursos adicionais, além de contar com o suporte direto da equipe técnica do Magento, através das Magento Certified Partners, que são as empresas certificadas pela Magento para vender, instalar e dar suporte à versão Enterprise em todo o mundo. Ela tem um custo de licença a partir de USD 14.420 por ano e é indicada para instalações de maior responsabilidade, onde há uma demanda por maior controle, maior grau de desenvolvimento de módulos e acessórios, alto volume de acessos simultâneos, entre outros. O próprio valor da licença do software (que ainda tem que ser somado a desenvolvimento e manutenção) já dá uma ideia do porte dessa loja.

Se seu negócio não gera caixa suficiente pra essas despesas, é bem provável que a Enterprise não seja para você. Porém, posso dizer que usando a Community e tendo uma boa equipe técnica ou uma empresa para fazer essa parte, você não terá problemas. Resumindo: sua operação é grande e de responsabilidade, em que uma falha mínima gera prejuízo de milhares de reais? A Enterprise é a sua escolha. Todos os outros casos são Community. A sua operação é pequena e você vai contar com uma boa assessoria técnica, use o Magento Community e na pior das hipóteses invista no desenvolvimento das funções extras necessárias.

Pra completar: a Enterprise Premium é a versão Enterprise normal, porém com consultoria e treinamento incluídos, além de um nível mais alto de suporte. Sentiu falta do Magento Mobile? Sim, o Magento Mobile não é uma versão do software, mas sim um serviço acoplado, desenvolvido para incrementar a usabilidade da loja quando acessada por dispositivos móveis. Então, ele vai funcionar sempre em conjunto com uma das versões comentadas aí em cima.

Você também pode comparar as funcionalidades disponíveis em cada versão na página de comparação de versões do Magento. Ainda está em dúvida sobre qual versão do Magento usar? Conte sua história aqui nos comentários.

Escolhendo sua versão do Magento
2 votos, 5.00 média (95% pontuação)