UPDATE: Desde o final de 2015, descontinuei o site e reuni os vídeos que lá estavam em uma página aqui no blog. Para ver os vídeos dos cursos de Magento, clique aqui.

Como vocês já sabem, desde o começo do ano eu encabeço os Cursos de Magento – em www.CursosDeMagento.com.br, não confundam com um outro site que tem uma grafia parecida e não tem nada a ver conosco! Essa iniciativa já vinha sendo ensaiada no ano passado e em 2013 virou uma realidade, com cursos online ao vivo e também cursos presenciais de Magento em São Paulo. Mas isso vocês já sabem…

Esse post é pra compartilhar uma experiência e para pedir as opiniões de vocês. Como é um mercado novo, nós não tínhamos muitos elementos para determinar seu tamanho e sua real capacidade. O pouco que sabíamos antes de começar os Cursos de Magento é que não haviam cursos aqui no Brasil – lamento, mas eu não considero vídeo aulas de 10 minutos como cursos, embora reconheço o valor dessas iniciativas para ajudar a desenvolver o mercado – e que o público-alvo estava um pouco perdido em relação a que cursos poderia fazer e como fazer.

Alunos do curso de Temas em Magento em São Paulo - imagem: Gugliotti Consulting

O interessante é que percebemos que a maioria das pessoas busca cursos de desenvolvimento de módulos para Magento, na maior parte das vezes em nível avançado. De fato, houve uma empresa que nos fez uma consulta para cursos de Magento que pudessem ensinar seus profissionais a fazer módulos para Magento, mas nenhum dos integrantes do time sabia PHP orientado a objeto ou havia trabalhado com Zend Framework. Independente disso, não teríamos como atender essa empresa pois não há profissionais prontos para transmitir esses conhecimentos – e os dois ou três que poderiam fazer isso não querem dar aulas no momento, por conta de outros projetos.

Nesse ponto, a impressão que tenho é que estamos andando em círculos. A maioria dos alunos saem dos nossos cursos com uma visão completamente diferente da que entraram mas muitos outros não entram nos cursos por acharem caro e por acharem que já sabem aquele conteúdo. No curso de Temas em Magento que dei em São Paulo, no final de julho, mesmo os alunos que já trabalham com desenvolvimento de frontend terminam o curso com a sensação de que as coisas são bem mais profundas do que aparentam e que o básico no Magento é o intermediário de outras plataformas. Gestores de lojas se espantam ao perceber (até mesmo depois de ler o livro de Magento) que estavam montando seus catálogos de forma completamente errada e que sua navegação era confusa, complicada e que só contribuía para espantar o cliente de suas lojas.

Todos sabem que eu aprendi a trabalhar com Magento por conta própria e que defendo que se eu aprendi, tantas outras pessoas podem aprender. Porém, sempre segui a ordem das coisas: comecei pelo básico, entendi o básico, busquei material, li, mexi no código, quebrei o Base, quebrei o core (sim, eu fiz isso!), depois fui pro intermediário e ali parei, já que desenvolvimento no Magento não é a minha área. Eu não vejo esse comportamento em boa parte das pessoas que querem trabalhar na área ou que querem ter uma loja virtual.

Pra termos sucesso em nossas lojas virtuais, seja como desenvolvedores, seja como gestores, é preciso trilhar um passo de cada vez. É preciso ler, é preciso querer aprender, é preciso fazer cursos, é preciso planejar. Tudo isso toma tempo e custa dinheiro, mas eu posso prometer uma coisa pra vocês: todo dinheiro que vocês gastarem com educação e planejamento sempre volta. Se não voltar na forma do sucesso, volta na forma da economia que vocês terão feito ao evitar prejuízos. Vamos fazer cursos?

Cursos de Magento no Brasil
1 voto, 5.00 média (92% pontuação)
  • rafael

    Oque é preciso saber ara poder fazer o curso de magento??? Zend Framework, PHP orientado é possível fazer o curso sem esses conhecimentos?

  • http://www.andregugliotti.com.br/ Andre Gugliotti

    Rafael, esse post é antigo, não temos mais as turmas de Magento. Você pode olhar os vídeos gratuitamente em http://www.andregugliotti.com.br/cursos-magento