No começo, tudo era difícil quando se tratava de um tema para Magento. Levava-se um tempo apenas para entender o fallback e onde você devia colocar seus arquivos, sem sobreescrever o Base/Default e deixando as coisas em ordem para futuras atualizações. Depois, começaram a surgir os temas prontos, primeiro os gratuitos, depois os pagos mais simples e por fim, os pagos bem completos, com N funções e módulos adicionais.

Ainda assim, não basta comprar qualquer tema. Nos serviços que ainda faço de desenvolvimento, o cliente sempre tem que usar um tema pronto e as customizações são mínimas (porque essa é a ideia do serviço que vendo: uma loja básica, praticamente pronta, para que possamos usar as horas contratadas no desenvolvimento da empresa em si). O duro é que, frequentemente, tenho pego temas para Magento que parecem bonitos na loja demonstrativa e quando são instalados revelam-se cheios de problemas.

exemplo de tema para Magento disponível na Templates Monster - imagem: André Gugliotti

Infelizmente, não dá pra saber grandes coisas antes de comprar, instalar e investigar o tema. Isso é um ponto que você deve ter em mente desde sempre. Você só saberá se realmente o tema é bom depois de comprá-lo e instalá-lo. Portanto, para quem é desenvolvedor, deixe isso bem claro para seu cliente.

Mas e antes de comprá-lo? É possível saber se um tema é bom sem testá-lo na prática? Tenha em mente alguns pontos:

  • Normalmente temas de uma mesma empresa ou desenvolvedor tendem a manter o mesmo modelo de desenvolvimento. Isso quer dizer que uma vez que você pegar um tema ruim, é grande a chance de que outros temas daquela empresa sejam ruins também.
  • Avalie os depoimentos de outras pessoas que compraram e usaram o tema. Filtre depoimentos falsos, colocados ali apenas para ajudar a vender o tema e foque em quais são os pontos que as pessoas comentam e questionam.
  • Verifique o quanto é rápido o suporte. Aliás, verifique como o suporte é prestado – se há um sistema de tíquetes, se é pelo próprio marketplace onde o tema foi comprado, se é por e-mail.
  • Dê uma investigada no código da loja demonstrativa. Uma coisa que aprendi é quando se abusa de Javascript, as coisas serão bem mais complicadas. Além disso, se a própria loja demonstrativa estiver cheia de bugs, não dá para esperar muito da loja real.
  • Veja quantas vezes o tema já foi vendido. Infelizmente, isso não quer dizer que quanto mais pessoas tiverem comprado o tema, menos erros ele terá, pois alguns desenvolvedores têm a péssima política de nunca corrigirem seus códigos-fonte. Ao menos isso quer dizer que a solução para um problema será mais rápida ou até mesmo pode estar ao alcance do Google.

Ainda assim, eu acredito que a menos que você já tenha montado um tema próprio, com todos os códigos necessários e com as variações que permitam fazer lojas diferentes (e não apenas cores diferentes), vale mais a pena comprar um tema pronto e customizá-lo / corrigi-lo. Só não se esqueça disso: tema pronto não quer dizer tudo perfeito!

Cuidados ao escolher um tema para Magento
0 votos, 0.00 média (0% pontuação)