Urna eletrônica - imagem: rodrigodrable.blogspot.comNesse domingo, milhões de brasileiros terão um encontro com as urnas, votando para escolher presidente, governadores, senadores, deputados federais e estaduais. É clichê dizer o quanto isso interfere em nossas vidas e o quanto esse momento é importante, mas quero fazer uma reflexão um pouco diferente.

Quem buscar pela internet (o Google entrega tudo, não se pode esconder nada) deve chegar às minhas escolhas para essa eleição – e para as próximas, pois tomei uma decisão radical e que não mudarei tão cedo. Sei da importância da eleição livre e irrestrita, mas tenho sérias dúvidas sobre a visão de que a eleição muda alguma coisa. A eleição em si não muda absolutamente nada.

Fazendo um paralelo: quando você quer fazer uma loja virtual, você faz uma pesquisa antes de contratar o seu desenvolvedor. Você busca opções, verifica os trabalhos feitos, checa preços e prazos, analisa a relação custo-benefício pra fazer a escolha do que é melhor para sua empresa. Então , você contrata essa empresa, faz um contrato, paga pelo serviço inteiro à vista e ela começa a desenvolver o serviço.

Enquanto o serviço é desenvolvido, você esquece do desenvolvedor? Simplesmente fica aguardando que ele lhe entregue o serviço pronto? Há clientes que fazem isso. Depois de alguns meses, o desenvolvedor simplesmente não entrega o serviço, o que você faz? Você entra em contato com ele e busca explicações, não? Se o serviço não for bem feito, você tenta modificar, consertar, melhorar, em conjunto com o desenvolvedor. Se o serviço for malfeito, você esquece da empresa e parte pra outra, pagando tudo novamente?

Isso tudo acontece nas mais diversas relações comerciais, em nosso dia-a-dia, a todo instante. Por que isso não acontece então na política? Os políticos pediram o seu voto e venderam um serviço para você. Eles estão entregando o serviço que contratamos? Se não estão, você vai esperar quatro anos pra contratar outro político? Porque depois da eleição, só nos lembramos da política na hora de votar de novo? Pense nisso!

Voto e democracia
0 votos, 0.00 média (0% pontuação)