Eu sou um imigrante na área da informática. Apesar de ter me formado (e trabalhado por mais dois anos depois disso) em engenharia civil, as dificuldades do mercado logo depois que o Lula assumiu para o primeiro mandato me expulsaram da profissão e me fizeram cair no desenvolvimento web. Quase tudo que eu sei nessa área foi à custa de leituras, pesquisas, cursos rápidos, palestras, seminários etc. Não tenho uma formação oficial na área, nem mesmo uma certificação e por muito tempo deixei isso em segundo plano.

Certificado - imagem: fdinformatica-franklin.blogspot.comNão por desprezo ou falta de vontade. As gurias da Sisnema, de Porto Alegre, que o digam. Elas sempre estão me questionando se eu já decidi fazer os cursos que quero fazer. Uma hora falta dinheiro, outra hora falta tempo, outra hora faltam os dois, outra vez é um curso muito longo, que me impede de deixar o escritório e assim vai.

Creio que seja assim com a maioria dos empreendedores e também com muitos empregados, que por serem “burros de carga” ficam presos às suas funções e não arrumam tempo para se reciclar e se atualizar.

A gente só percebe a falta que faz um reconhecimento oficial das nossas capacidades e qualidades quando se precisa. Uma certificação é a diferença entre ser apenas mais um no mercado, entre os tantos que aprendem a mexer um pouco e dizem que dominam e aqueles que foram realmente testados e certificados. Cursos reconhecidos, com bons professores, são a diferença entre meros executores de ordens e profissionais que farão a diferença nas empresas, pensando e inovando. Bons estágios, em grandes empresas e sob a tutela de bons líderes são a diferença entre pessoas que não sabem porque fazem aquilo e aqueles que entenderam e buscam fazer melhor.

O tempo para tirar as certificações
0 votos, 0.00 média (0% pontuação)
  • http://www.blogdowebmaster.com.br Rafael

    Gostei do seu post André e o que acontece é realmente como disse.
    O problema maior de tudo isso é que os desenvolvedores web são contratados por empresas, nenhuma pessoa física entra em contato conosco para fazer um site pessoal (pelo menos eu não presenciei um caso como esse).
    E as empresas que hoje não se encontram na web, é porque deixaram esse assunto de lado ou então são muito conservadoras e acham que não precisam de um website. Porém estamos em fase onde elas estão percebendo a necessidade de se ter um site com a mesma intensidade de que precisam de um telefone, afinal internet é comunicação e uma empresa não é nada sem comunicação.

    Com isso elas buscam profissionais para representá-las online e se deparam com outro problema: CUSTO. A web hoje de tão importante que ficou, virou muito cara para as empresas e assim elas ficam com medo de investir tal dinheiro em jovens, que afinal são os profissionais da área ou então a maioria deles.

    Aí entraria o certificado, onde pode-se provar com a força da marca de outras empresas mundialmente conhecidas que atestaram seu conhecimento e dão maior garantia para a empresa que está investindo em você.

    Acho que é isso, muito bom o POST e cada vez mais as pessoas estão buscando se interar mais na web e é bom saber que você colabora com isso.

  • http://www.andregugliotti.com.br André Gugliotti

    Obrigado, Rafael, espero que esse post motive ainda mais pessoas a pensar no que fazem e como podem melhorar e alavancar suas carreiras.