Mail-marketing - imagem: aehweb.com.brAos poucos estou retomando a rotina, organizando minha casa, montado meu escritório pessoal e já reconetado à grande rede. Enquanto a GVT não libera a minha conexão ADSL, estou usando um acesso de 500 kbps da TVN, via TV a cabo. Depois que estiver devidamente testado, escrevo um post sobre o serviço e a saga de se conseguir uma conexão de internet no Brasil.

Nesse período, eu checava meus e-mails regularmente, seja pelo celular, seja na lan house. O velho problema ficou ainda mais evidente, pois muitas mensagens se acumularam e a quantidade de spams e e-mails não solicitados saltava aos olhos. Olhando um post no CHMKT – “O e-mail marketing ainda serve pra alguma coisa?“, decidi fazer um desabafo:

Será que alguém ainda acredita na velha lenda de que se 1% de uma lista de 10.000 e-mails der resultado, a empresa terá 100 vendas? Eu acho muito pouco, além do potencial transtorno que se causam a bem mais de 100 pessoas que não pediram pra receber o e-mail nem estão interessadas em seus produtos.

Moro no Rio Grande do Sul mas seguidamente recebo spams de empresas de São Paulo, com produtos locais e que não me atenderiam nem mesmo se eu viajasse para lá. Também recebo convites para redes sociais de pessoas que nunca ouvi falar, newsletters de empresas que eu já pedi descadastramento por mais de uma vez  e a bola da vez – sites de compras coletivas me oferecendo produtos em todo o país.

Quando o assunto me interessa, cadastro o meu endereço e abro com prazer os e-mails. Vinhos são um assunto que me agrada e sempre recebo as ofertas de uma loja virtual, o que normalmente me leva a clicar e ir saber mais sobre as opções. Uma coisa simples que aumentaria ainda mais minha motivação de visitar o site seria a chamada para um conteúdo de qualidade, falando sobre novos vinhos, dicas e sugestões.

Esse é o caminho: não adianta mandar e-mails ao acaso, para uma lista comprada na internet e sem qualquer critério de seleção. Se você quer mandar um e-mail e ter sucesso, construa sua lista, crie uma relação com o seu consumidor e entregue conteúdo. A internet agradece e sua empresa também.

Eficiência do e-mail marketing, de novo
0 votos, 0.00 média (0% pontuação)