blog - imagem: Rubberball/Mike KempEm maio do ano que vem, esse blog de Magento e e-commerce completa 3 anos… é bastante tempo para um blog, até porque eu o mantenho realmente atualizado, postando ao menos uma vez por semana, toda semana (e nas semanas mais tumultuadas já cheguei a bater em 4 posts). Não, não quero me vangloriar em relação a isso até porque há blogs muito mais ativos que o meu, mas acho que já consegui me destacar da “multidão” e fico muito contente de ter conseguido manter o projeto e fazê-lo crescer.

(confesso que nesse segundo semestre de 2012 estou meio descuidado; as tarefas acumularam-se de tal maneira que não consegui fazer nem metade dos posts que previa por pura falta de tempo! Mas isso é provisório, em breve as coisas voltam ao normal)

Pois agora eu resolvi contar como esse blog surgiu e como eu o escrevo. Fica como curiosidade para os leitores e inspiração para aqueles que querem começar a escrever um blog. Vamos lá!

A ideia de um blog me rondava há bastante tempo. Eu tinha vontade de escrever uma “base de conhecimento” que servisse pra compartilhar o que eu aprendia no dia-a-dia de Magento e servir de incentivo a pessoas que queriam aprender mais, porém eu não encontrava tempo pra organizar as coisas e começar a escrever. Sabia que não adiantaria nada se eu simplesmente colocasse o projeto no ar e ele ficasse abandonado, relegado a segundo plano. Enfim, quando eu comecei a dar palestras, percebi que não podia mais adiar e dei vazão ao que na época era um blog da minha empresa de desenvolvimento de lojas, a Hydra Studio.

A coisa ainda veio devagar até o final de 2011: nesse tempo eu não tinha um planejamento, eu escrevia os posts ao sabor do vento, conforme a inspiração e o aprendizado. Poucas pessoas liam e o meu único leitor fiel era o Google. À medida que o blog foi crescendo e os leitores chegando, eu percebi que teria que ter uma “cara mais profissional”. Foi daí que surgiu o blog como ele está hoje, com o tema e a estrutura atual.

blog sobre Magento - imagem: andregugliotti.com.br

Não foi só a cara e a estrutura que ficou mais profissional: a forma de fazer o blog também mudou em 2012 (e vai ficar ainda melhor em 2013). Um resumo de como eu trato esse blog:

  • eu tenho um planejamento anual; isso significa que eu sei o estilo que eu quero dar para esse blog e portanto os assuntos que cabem nessa linha editorial. No planejamento anual, eu listo temas que podem ser abordados durante o ano e quais séries de posts são possíveis candidatas a serem desenvolvidas. Isso não quer dizer que os artigos são engessados, mas sim que eu tenho um caminho e uma direção a seguir
  • dentro do planejamento anual, eu seleciono três ou quatro títulos de posts por mês, mais assuntos que podem ser tratados naquele período; isso fica dentro de um arquivo que eu olho pelo menos duas vezes por mês
  • a partir daí, eu começo a montar os posts com alguma antecedência – ou a fazer as pesquisas necessárias pra escrever os artigos. Eu cheguei em um ponto que os artigos desse blog são escritos com 15 a 20 dias de antecedência (basta olhar a data desse post e a data do post na foto do blog ali em cima)
  • além disso, eu sempre tenho de 2 ou 3 posts “de reserva”, atemporais, sobre assuntos que não envelhecem e que podem ser publicados a qualquer hora. Se em uma semana eu me atrapalho com o serviço nosso do dia-a-dia, basta eu mover um artigo pra “ordem do dia” (sem esquecer de repo-lo na semana seguinte)

Aliás, é o conjunto que faz com que eu consiga manter o blog sempre atualizado, mas os dois últimos tópicos são fundamentais pra que eu consiga escrever melhor e goste de escrever, pois assim não é uma obrigação. Se eu estou ocupado ou sem inspiração, posso me dar ao luxo de esperar o melhor momento pra escrever e portanto, escrever com vontade.

Antes que alguém pergunte se isso não tira a espontaneidade, digo que não. Primeiro porque os posts são sempre espontâneos e partem de algum assunto que eu li ou gostaria de falar ou de perguntas de leitores e situações cotidianas. Depois, porque eu não sou obrigado a publicar as coisas sempre com antecedência. Se eu li um artigo que eu gostei ou se há algum assunto que merece ser comentado no dia, eu simplesmente paro 20 minutos (ou 30, ou 60, ou 90) e escrevo um artigo pra ser publicado naquela hora.

O tempo pra escrever um artigo é o mais complicado. Quando eu começo a escrever não gosto de ser interrompido porque atrapalha a minha concentração e inspiração, mas nem sempre isso é possível já que escrever um bom artigo leva tempo e dificilmente se consegue ficar 30 minutos sem ser atormentado acionado por um cliente no Skype, no e-mail ou no telefone (clientes, estou brincando). Se você já tem uma linha de post a seguir, é mais fácil retomar de onde parou e o retrabalho é sempre menor. Como eu não tenho pretensão de ser o Shakespeare do Magento, posso me dar ao luxo de não fazer artigos muito acima da média, um bom artigo é suficiente.

Resumindo: eu gosto muito de fazer esse blog e os ingredientes que comentei me ajudam muito nessa tarefa. E você, tem um blog? Como ele é e quais as suas dicas? Comentários abertos.

Como eu faço esse blog?
1 voto, 5.00 média (92% pontuação)