Planejamento e Gestão - imagem: Tim Panell/CorbisERP é a sigla para Enterprise Resources Planning ou Planejamento dos Recursos da Empresa. Você pode nunca ter ouvido ou se ouviu pode não saber o significado dessas três letras para a gestão de sua empresa. Você pode também achar que um ERP não é necessário, é um gasto extra desnecessário ou que gerencia melhor sua empresa com uma planilha Excel. São todas possibilidades válidas, mas você não pode achar que vai gerenciar sua empresa com o Magento Commerce.

Muitos cometem esse erro! Realmente, o Magento tem a função de controle de estoques, permitindo que se saiba quantos itens estão disponíveis para a venda, tem um gerenciamento bem completo do catálogo de produtos, tem uma gestão dos clientes e seus dados. O Magento até pode calcular os impostos e o frete de uma compra. Mas o Magento para por aí, pelo motivo puro e simples que o Magento é um gestor de lojas virtuais, um frontend, uma interface que sua empresa utilizará para apresentar seus produtos aos clientes e permitir que eles comprem em sua loja. As funções burocráticas, a gestão de impostos, o controle financeiro e até mesmo o controle de múltiplos estoques já estão sob o guarda-chuva de um ERP.

Entendendo isso, é realmente importante que você tenha um sistema de gestão de empresas para auxiliar na condução de sua loja virtual. Há diversas opções de ERPs no mercado, para os mais diversos gostos, online e offline, para uso dentro e fora da empresa, com valores de instalação e sem valores de instalação, com mensalidades altas e baixas, com muitas ou poucas funções. Entre as opções que me lembro que já estejam integradas ao Magento estão o Bling, a Harsy, a RJS e o Tiny.

Por que eu acredito que você deva ter um ERP acoplado à sua loja Magento? Vamos aos pontos:

  • Novamente, o Magento não é para gestão empresarial, mas apenas para controle de seu catálogo e pedidos. Um ERP possibilitará o controle online de seu financeiro, fluxo de caixa, estoques (de uma forma centralizada), um cadastro ainda mais completo de seus produtos e clientes. Um controle melhor trará maiores possibilidades de previsão e gestão de crises, resolvendo os problemas antes que eles aconteçam.
  • Você precisa emitir a Nota Fiscal (deveria!). O jeito mais fácil é utilizar o ERP para fazer isso, com poucos cliques e pouquíssimo espaço para erros. Além disso, os desenvolvedores dos ERPs mantém seus sistemas atualizados e salvo algum erro pontual, estão sempre com as alíquotas e métodos atualizados, o que pode não acontecer se você utilizar um módulo exclusivo para isso.
  • Alguns ERPs já contam também com a integração com o SigepWeb, o sistema de controle de envios dos Correios. É muito mais simples preparar suas etiquetas e gerenciar suas entregas.
  • Os sistemas de gestão também têm relatórios mais abrangentes que aqueles encontrados no Magento. A menos que você use módulos como os Relatórios Avançados, da aheadWorks, ou aplicativos como o eStore Manager, os relatórios do ERP serão importantes para o dia-a-dia de sua loja.
  • A facilidade de uso e a possibilidade de acessar seus dados de diferentes lugares (sem a necessidade do Dropbox, é claro) fará com que um ERP seja muito mais interessante que manter seu controle em uma planilha Excel. Sou fã das planilhas, ainda as uso para gerenciar as finanças de alguns projetos em minha empresa, mas no modo geral, ter um sistema online para gerenciar as contas compensa o investimento.

E você, que ERP está usando? Onde eles facilitam sua vida e onde eles ainda precisam evoluir? Os comentários estão abertos.

Sistemas de gestão para empresas + lojas virtuais
1 voto, 5.00 média (92% pontuação)