To Sell is Human - imagem: AmazonAlguns meses atrás, recebi um presente do Pipedrive, o sistema que uso para gerenciar potenciais clientes, ainda na fase de prospecção e negociação. Esse presente era o livro “Saber Vender é da Natureza Humana”, de Daniel Pink.

[off-topic. Li o livro em inglês, To Sell is Human, que ilustra esse post, e achei que o título em português podia ser um pouco melhor. Mas enfim, o livro é interessante e vale a leitura. Fim do off-topic]

O autor começa mostrando algo que não nos damos conta em nosso dia-a-dia: normalmente, pensamos em vendas como atividades relacionadas apenas aos vendedores propriamente ditos, como aqueles em pequenas lojas de bairro, grandes lojas de shopping ou até mesmo representantes de uma grande indústria, em busca de vender seus produtos aos diferentes consumidores.

Mas Daniel Pink nos mostra que cada atividade que envolva convencimento de outros é na verdade uma venda. Estamos vendendo nossas ideias quando convencemos um conselho de diretores de que um novo projeto é vantajoso. Estamos vendendo quando convencemos a esposa ou o marido sobre viajarmos no fim de semana e se vamos para a montanha ou para a praia. Estamos vendendo quando participamos de uma entrevista de emprego. Estamos vendendo quando convencemos nossos filhos de que é importante estudar e ser previdente para o futuro.

Dito isso, é fácil perceber que estamos convencendo os outros em boa parte de nossos dias e que sim, “vender é humano”, acontece constantemente, em diferentes atividades. Se vender é humano, por que não nos preparamos adequadamente para isso?

Outro ponto que o autor trabalha é o preconceito contra a atividade de vender, muito ligada ainda a vendedores que querem apenas empurrar seus produtos para os clientes, vendendo a todo custo, pensando apenas em suas metas e forçando a negociação e o fechamento. Daniel Pink apresenta técnicas para ser um melhor vendedor e também mais confiável, quebrando essas barreiras.

Livro: Vender é Humano
0 votos, 0.00 média (0% pontuação)