Alguns anos atrás, li um artigo de Neil Patel, listando alguns itens para saber se seu negócio ia bem e como é o seu relacionamento com ele. Manter um negócio é muito mais complicado que ter um emprego, mesmo que muitos empregos sejam particularmente difíceis de manter. É preciso ter disposição no dia-a-dia e estar sempre preparado para ter que dar ainda mais de si para que a empresa vá em frente.

O grande problema é que às vezes nos perdemos no meio de tantas coisas a cuidar e deixamos de ver o essencial, deixamos de ver além do horizonte. Algumas empresas nos consomem de tal maneira que não conseguimos mais distinguir a realidade  da fantasia e não conseguimos tomar as decisões necessárias para mudarmos de direção. Utilizando a lista de Neil Patel, reflita como anda a relação entre você e sua empresa!

Relação entre você e sua empresa - imagem: Steven Krug/Corbis

1) Você não tem lucro

Aqui há uma controvérsia já que não ter lucro é complicado mas necessário em certas etapas do negócio. O problema é se depois de 3, 4 anos de operação, você continua sem ter lucro e apenas trocando dinheiro, sem conseguir recuperar o investimento inicial e muito menos aumentá-lo. A dica aqui é: se você não tiver um fluxo de caixa saudável, o problema é muito maior do que não ter lucro.

2) Você não tem conversado com clientes em potencial

Se você não conversa com clientes em potencial, quem conversará? O dono da empresa precisa exercer essa função, nem que seja apenas uma parte dela, para entender o que os clientes estão buscando e quais os rumos do mercado.

3) Você não ama o que faz

Essa dispensa comentários mas ainda assim, comento! Você não precisa estar contente 100% do tempo em seu trabalho mas amar o que faz é uma boa medida do seu potencial de sucesso.

4) Você não aceita críticas

As coisas ficam complicadas quando as pessoas mostram para você que alguma coisa está errada e você não as escuta. Se escuta não aceita, sempre pensando que as pessoas estão erradas e que você é o certo, afinal elas não têm sua experiência nem a sua visão. Algumas vezes você estará certo mas é bom dar o benefício da dúvida e investigar a opinião dos outros.

5) Você não se importa com seus clientes

Ok, ok, clientes são seres complicados (os outros, nós quando somos clientes, sempre somos perfeitos e justos). Algumas vezes, fico bravo com meus clientes mas não podemos jamais deixar de nos importar com eles, tentar nos colocar em seus lugares e buscar fazer o melhor possível, nem que seja apenas para sair com a consciência limpa.

6) As pessoas não falam sobre sua empresa

Se ninguém fala sobre você, como as pessoas podem desejar seus produtos e serviços?

7) Você não é ágil o suficiente

Não vivemos mais em 1910, quando bastava trabalhar corretamente e fazer o mesmo por 30 anos. Hoje o mundo muda a cada 30 dias e se você não souber ser ágil, seu concorrente será.

8) Você não é econômico

Gastou dinheiro demais e de maneira desnecessária? Você sofrerá as consequências.

9) Você não sabe quando gastar dinheiro

Gastou dinheiro de menos e deixou de investir em coisas que eram necessárias e que trariam mais negócios (e lucros) para sua empresa? Você sofrerá as consequências.

10) Você não tem um bom advogado

Essa aqui é discutível, :), mas tenho uma tendência a concordar. Todas as relações comerciais são baseadas em contratos e leis. Se você faz as coisas sem conhecimento e sem uma boa orientação, a chance de que acaba sendo questionado na Justiça é grande e aí será necessário um bom profissional para defendê-lo.

11) Você odeia delegar

Sozinho ninguém chega longe e é preciso saber compartilhar as tarefas à medida que sua empresa cresce (e as 24 horas de seu dia diminuem de tamanho).

12) Você sempre comete os mesmos erros

E ainda assim quer ir pra frente? Ainda não aprendeu com os erros e a saná-los?

13) Você odeia arriscar

Essa aqui é controversa já que eu defendo que o empreendedor não gosta de arriscar. Não da forma como conhecemos, como se fosse uma roleta de um cassino ou os números da Mega Sena. Por saber que riscos podem comprometer uma operação, o empreendedor trabalha para diminui-los mas sabe que nunca conseguirá zerá-los. Lidar com o risco é fundamental e saber como agir quando as coisas derem errado também.

14) Esse é o seu primeiro negócio

Ótimo, sempre é preciso começar. O primeiro é o mais difícil pois tudo é novo e descobrimos que um monte de coisas que na teoria eram de um jeito, na prática são muitas vezes pior. Ah, e descobrimos as coisas que ninguém havia nos contado. Siga firme se for seu primeiro negócio mas não se deixe levar pelo otimismo desenfreado e saiba a hora certa de sair se necessário.

15) Você não consegue se concentrar

Confesso que não entendi porque Neil Patel colocou esse item mas deduzo que seja pelo prazer do trabalho. Se você não consegue se concentrar, provavelmente é porque não está tendo alegria no que faz e não vê a hora de terminar o dia. Fique atento se seus dias não rendem e se você não sente prazer no que faz. Novamente, uma parte dos dias será chata, entendiante e cansativa mas no fim do mês, se você tiver passado a maior parte do tempo reclamando, é sinal de que alguma coisa está errada.

Dicas para avaliar como vai seu negócio
0 votos, 0.00 média (0% pontuação)