Saindo da crise - imagem: Andrew Brookes

Certo, a crise vai continuar neste ano de 2016 e você vai continuar sem vender nada, sentado, reclamando da vida? Esse não será o ano de fazer grandes coisas, está bem, concordo! Mas não dá pra ficar parado, pelo contrário. Em tempos de crise é preciso trabalhar o dobro para conseguir o mesmo resultado e elevar o nível de cautela. Não será dessa vez que você ficará milionário (a menos que tenha uma ótima ideia, que case exatamente com as necessidades das pessoas nesses tempos, quem sabe).

Porém, se você tem uma empresa, precisa ao menos mantê-la funcionando. Confira as 10 dicas para vender mais em tempos de crise.

1) Não aumente os preços

Está bem, sei que tudo está conspirando a favor do aumento de preços: fornecedores aumentam seus preços, dólar alto prejudica as importações, reajustes de salários pesam ainda mais, gastos básicos estão nas alturas. Só que se você aumentar seus preços, venderá menos do que vendia antes e ficará ainda mais difícil fechar suas contas. Revise suas margens e aumente apenas o estritamente necessário.

2) Corte os custos, mas não os de publicidade

Você não escapará de cortar custos, até mesmo por conta da necessidade de aumentar o preço o mínimo possível. Talvez você tenha que mandar pessoas embora, tenha que encontrar formas de gastar menos eletricidade, negociar contratos com fornecedores. Há um custo, entretanto, que você não pode cortar: o de publicidade. Você até pode diminuí-lo. Deixar de fazer propaganda será o fim de sua empresa. Pense em ações de marketing mais eficientes e foque seus esforços para trazer o maior resultado possível.

3) Foque em um segmento

Se isso vale para épocas de bonanza, crises pedem ainda mais foco. Esqueça de atender o mundo e pense em um segmento onde você seja forte e consiga obter bons resultados com menos esforço.

4) Foque nos melhores produtos

Na mesma linha, foque em seus melhores produtos. Negocie com seus fabricantes e trace estratégias para que esses produtos vendam sempre, de modo a manter suas operações.

5) Monte uma campanha na Rede de Display, do Google Adwords

A Rede de Display ou de Conteúdo, do Google Adwords, não traz resultados imediatos (digo, no curto prazo), pois exibe seus anúncios para pessoas que não estão interessadas em seus produtos. Por conta disso, os valores por cliques são menores e, obviamente, também os custos gerais das campanhas. Isso não quer dizer que inconscientemente, potenciais consumidores não estejam vendo sua marca e isso é importante no médio e longo prazo. Reserve uma verba pequena (entre 50 e 100 reais) e deixe uma campanha rodando na Rede de Display apenas com o intuito de fortalecimento de marca.

6) Melhore a exibição de produtos relacionados

O esforço para atrair o cliente está sendo muito maior e você o desperdiça quando ele chega ao seu site? É hora de trabalhar corretamente os produtos relacionados e fazer com que o consumidor fique mais tempo em sua loja virtual, navegando por mais páginas e ampliando as chances de que ele encontre um produto que seja de seu agrado, no preço ideal e no momento correto. Coloque produtos chamativos nos relacionamentos e realmente próximos ao produto principal. Ah, e não exagere, a página de um produto não pode virar uma “página de categoria”, com 10, 15 produtos em exibição.

7) Enxugue estoques

A ideia do “just in time” vale para qualquer época, mas novamente, em tempos de crise é preciso intensificar os controles e as estratégias. Se você tem um estoque alto de produtos que serão pouco vendidos nos próximos meses, faça uma promoção e recupere ao menos o preço de custo. Mais vale dinheiro em caixa que estoque parado. Negocie ações com seus fornecedores para que os produtos sejam repostos em menor tempo, de modo que seu estoque mínimo seja menor. Faça as contas para ter em estoque apenas os produtos que estão realmente vendendo e coloque os demais no modo de “sob encomenda”.

8) Invista em um blog

Essa é mais uma ação que é mais voltada para o médio e longo prazo mas que pode ser iniciada e já fazer a diferença em tempos de crise. Converse com seus clientes através de um blog, sem querer vender e sim informá-los. Você atrairá potenciais comprados e será melhor visto pelo Google.

9) Faça parcerias com outras empresas

Você não precisa ir atrás de seus concorrentes, embora até eles possam ser seus parceiros, em segmentos onde vocês não tenham sobreposição. Vá atrás de empresas que tenham o mesmo público-alvo e que vendam outro tipo de produtos e serviços. Faça parcerias e sinergias, de modo a reduzir seus custos e aumentar as chances de venda.

10) Ofereça uma experiência inesquecível

Pra completar, em épocas de crise, não há jeito, o primeiro fator de decisão é o dinheiro. Se o preço estiver caro ou o consumidor não estiver precisando daquele produto (e portanto, direcione seu orçamento para outros itens), ele não vai comprar. Se você aliar um preço justo com uma experiência inesquecível, poderá conquistar um cliente “para sempre”.

Como vender mais em tempos de crise?
0 votos, 0.00 média (0% pontuação)