Você deve estar achando que fiquei louco em publicar um post sobre “como montar uma loja virtual antes do Natal” em pleno mês de maio, não é? Mas quem acha que falta muito tempo até Papai Noel subir em seu trenó e visitar as casas ao redor do mundo está bem enganado. Se você quer realmente vender no Natal e ainda não tem uma loja virtual, a hora de começar a pensar em como abrir a nova filial virtual de sua empresa é agora.

Árvore de Natal - imagem: Paul Mansfield - Flickr

Esse é o primeiro artigo de uma série que escreverei ao longo de 2012. Neles vou falar do planejamento, da definição da estratégia, da estruturação de sua loja e finalmente de como botá-la para funcionar. Se você for dos antigos, lápis e papel na mão. Se for moderno, editores de texto e planilhas eletrônicas em punho. Sua nova loja virtual começa a ser gerada agora com uma análise da estrutura de sua empresa (mesmo que ela ainda não exista).

Planejamento do Negócio – olhando para dentro da sua empresa

Acontece comigo e acontece com muitos consultores, não só em comércio eletrônico. A cena é uma pessoa com uma “boa ideia” querendo transformá-la em oportunidade. Para isso, quer montar uma empresa, começar um negócio, abrir uma loja virtual. Na pressa ou na inexperiência, queima etapas e vai direto ao final: vender. Confesso que melhorei bastante mas algumas vezes isso ainda acontece comigo, em ideias que eu tenho ou novos produtos e serviços que quero colocar para operar: monto o produto e coloco pra vender, sem ter olhado as minhas características, a minha concorrência, avaliado preço que o mercado está disposto a pagar e tantas outras variáveis.

Então, vamos começar combinando: você não quer abrir uma empresa ou começar uma nova operação sem passar por todas essas etapas. Perceba que você até pode, mas depois não poderá acusar os outros se sua empreitada não der certo. Gerenciar uma empresa é difícil e precisa de muitos elementos de suporte: é preciso gente, dinheiro, equipamentos, estratégia, conhecimento. Esses elementos precisam ser conhecidos e determinados na primeira fase, antes mesmo que um prego seja utilizado em alguma reforma ou um real seja gasto no desenvolvimento de um layout.

A fase é de planejamento e pode ser rápida ou demorada, tudo dependerá do seu caso. Não há um passo-a-passo único; cada empresa será uma empresa diferente. Por isso, fique à vontade para adaptar e melhorar o processo.

Você quer montar uma loja virtual! Quais são os produtos ou serviços que você pretende vender nessa loja? Nessa primeira etapa, você não precisa detalhá-los, mas é importante que ao menos ter uma ideia de qual será a linha de produtos e portanto, qual será o foco da sua empresa. Nesse momento tenha apenas isso em mente: qual é o foco da sua loja virtual? O que você quer fazer, quais os objetivos; de maneira abrangente, onde você quer chegar com sua nova loja virtual?

Novamente: não há problema se você não tiver isso de uma forma consolidada ou precisa. Dando tudo certo, você terá essas informações em dois meses, quando chegarmos à terceira parte dessa série. Porém, precisamos ter um ponto de partida.

Se você já tem uma ideia de onde quer ir, então sente-se e olhe ao seu redor: o que você vê? Qual é a estrutura que você tem hoje? Quem é a sua equipe? Quais são os recursos que você poderá alocar em seu novo projeto? Quem são as pessoas com quem você pode contar? Quem são os seus fornecedores? Perceba que eu ainda não estou falando de futuro, mas sim de presente.

Qual é a situação que você encontra dentro da sua empresa hoje?

Matriz SWOT - imagem: pensandogrande.com.brQuando você tiver olhado ao seu redor e visto o que você possui hoje, você saberá em que ponto você está, qual é o seu ponto de partida. Nesse momento, é hora de começar a pensar na matriz SWOT. Essa matriz, que reúne as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, é bem conhecida no mundo da administração e do empreendedorismo. Por isso, eu não vou detalhá-la aqui, uma busca no Google traz uma série de resultados.

Como você ainda está olhando apenas para dentro da empresa, o que importa agora são as forças e as fraquezas. Na matriz SWOT, forças são todos os elementos que são encontrados dentro da empresa (ou seja, aquilo que você consegue controlar) e que ajudarão a crescer, a ir em frente. No caminho oposto, fraquezas são todos os elementos que estão dentro da sua organização e que irão te atrapalhar, farão com que sua empresa deixa de crescer ou perca terreno.

Não abra muito o leque para não correr o risco de sair do seu foco que é a loja virtual. Coloque no papel todas as suas forças: veja quais são as características que sua empresa, sua equipe, seus fornecedores têm de positivo em relação aos objetivos definidos e especialmente o que você imagina que seja um diferencial frente aos seus concorrentes (mesmo que você ainda não tenha olhado para eles, já que isso será visto na parte 2). Não há um número mágico, mas eu acho que se você não conseguir levantar 6 pontos positivos, ou seja, seis forças, que sua empresa tenha, é bom começar a reconsiderar. Faça o mesmo com suas fraquezas: quais são as características que sua empresa, equipe, fornecedores têm de negativo? E note: você também deve ter pelo menos seis fraquezas.

Se for mais fácil, você pode começar listando vários itens sem muito compromisso e depois desenvolvê-los, ainda de forma superficial. Faça assim:

  • escreva o objetivo ou objetivos em letras maiúsculas no alto da folha
  • liste cerca de 15 forças, das mais variadas como “bom atendimento ao cliente”, “agilidade na negociação com o fornecedor”, “capacidade gerencial comprovada”. Lembre-se apenas que são coisas do ambiente interno, portanto “produto único no mercado” não é uma força (e sim uma oportunidade)
  • tente desenvolver os 15 itens, mostrando porque eles ajudarão sua empresa a atingir o objetivo; nessa etapa, você já começará a perceber que algumas forças não são muito bem uma força ou que não estão relacionadas ao objetivo
  • verifique os itens que sobraram e aprofunde a explicação que você deu para aquela força, verificando se ela é realmente condizente com o objetivo e o que pode ser melhorado
  • faça o mesmo processo com as fraquezas

No final, você terá uma lista do que você encontra hoje na sua empresa. Vamos ao próximo passo…

Qual é a situação que sua empresa precisa para atingir os objetivos?

Olhando para a situação atual da sua empresa ou para a sua situação atual e comparando aos objetivos que você tinha traçado, qual é a sua análise? Real, por favor, porque nessa hora não dá pra ser nem otimista demais, nem pessimista demais. O que você tem hoje é condizente com o que você pretende atingir no curto e médio prazos? Suas forças estão alinhadas com o que você e sua empresa buscam? Suas fraquezas podem ser combatidas ou elas têm um alto potencial de influência negativa no negócio?

Brainstorming - imagem: Ciaran GriffinAproveite e sente com sua equipe ou com pessoas da sua confiança e peça que elas falem, analisem, dêem opiniões, sugestões, críticas. Essa é a hora de saber se o que você tem em mãos é realmente bom. Não tenha medo de pedir opiniões e de contar seus planos para os outros. É claro que você não vai sair contando tudo para qualquer um, mas a melhor validação para uma ideia é o crivo de pessoas experientes e quem compartilha o seu dia-a-dia.

Conforme a distância entre a situação atual e a situação projetada, talvez já seja a hora de abortar o projeto ou pelo menos de olhá-lo com outros olhos pois o caminho pode estar errado. Nessa hora, seja honesto consigo mesmo e saiba admitir quando a caminhada for muito longa e as chances de insucesso grandes. É melhor parar tudo e repensar do que insistir em algo que resultará em uma falência próxima.

Se você consegue ver o caminho, então vamos para a penúltima etapa dessa parte: para cada uma das forças e fraquezas listadas, você deverá elencar ações que devem ser tomadas para utilizá-las ou neutralizá-las.

As forças deverão ser usadas para ajudá-lo a atingir os objetivos e você deve escrever como isso se tornará realidade. As fraquezas precisam ser neutralizadas e o processo é o mesmo, escrever o que precisa ser feito para que as fraquezas  não atrapalhem a caminhada. Novamente, isso é um processo e nesse ponto você ainda não tem tudo o que precisa para montar o planejamento completo; então, nada aqui é definitivo.

Fechando a primeira parte…

Depois de ter cumprido essas etapas, releia tudo o que você escreveu e deixe guardado por pelo menos uma semana. Nesse meio tempo, será legal se você tiver um bloquinho de notas (esse sim, em papel) e rabiscar ideias que surjam (e elas surgem). À medida que você caminha para ser um empreendedor, sua mente começa a se acostumar e coisas que não teriam sentido antes, passar a estar completamente em sintonia com o seu projeto.

Passado o tempo de “hibernação”, pegue o seu bloquinho e o levantamento que você fez e releia tudo novamente. Sua última tarefa nessa fase é responder a três perguntas:

  • os objetivos que você listou para sua loja virtual podem ser melhorados?
  • há modificações a fazer na lista de forças e fraquezas?
  • há novas ações a serem elencadas na melhoria das forças e no combate às fraquezas?

Guarde essas informações porque elas serão usadas na próxima etapa “Planejamento do Negócio – olhando para fora da sua empresa”. Até lá.

Esse post faz parte de uma série de posts a serem publicadas durante o ano de 2012. Leia as outras partes, clicando nos links a seguir, ou assine nosso Feed RSS para receber os posts diretamente em seu Google Reader. Você também pode curtir a nossa página de fãs no Facebook, todos os posts são colocados lá.

maio/2012 – Como montar sua loja virtual antes do Natal – parte 1: olhando para dentro da sua empresa

junho/2012 – Como montar sua loja virtual antes do Natal – parte 2: olhando para fora da sua empresa

julho/2012 – Como montar sua loja virtual antes do Natal – parte 3: estruturando seu planejamento

agosto/2012 – Como montar sua loja virtual antes do Natal – parte 4: desenvolvendo sua loja

setembro/2012 – Como montar sua loja virtual antes do Natal – parte 5: colocando sua loja virtual para funcionar

Como montar uma loja virtual antes do Natal – parte 1
2 votos, 5.00 média (95% pontuação)