Slides da palestra no Tchelinux Caxias do Sul

Facilitando a vida de quem acompanhou a minha palestra no Tchelinux, hoje de manhã, coloquei os slides em nossa página no Scribd. Estamos começando nossa conta lá, então, por enquanto só tem essa palestra. Mas pretendo colocar mais material sobre Magento tanto aqui, como lá. Então, fiquem atentos.

Pra ver os slides, é só clicar aqui. Pra baixar, há a opção de download na própria página do Scribd. Aproveite e siga nosso blog pelo RSS. É só clicar no link aqui na coluna direita e escolher seu leitor favorito.

Saiu o novo WordPress 3.0

Logotipo do WordPress - fonte: wiki.lxde.orgEstá todo mundo falando: o WordPress 3.0 deixou de ser RC, ou seja, agora não é mais uma versão de testes e passa a ser a versão oficial. Meus feeds RSS só falam dele, todos comentam sobre a nova versão e seus avanços.

Cheguei a baixar um dos ‘release-candidates’, mas em virtude da rotina diária não pude sequer instalá-lo para testar as novidades. Agora terei que fazer isso com urgência.

Mas digo aos que perguntam se já podem atualizar seus blogs desenvolvidos na versão 2: não, não atualizem. Esperem ao menos por 10 ou 15 dias de testes em massa, porque certamente nesses primeiros dias muitos erros ainda aparecerão. Por mais que se teste um produto, especialmente softwares, depois de pronto ainda surgem ajustes. Melhor esperar e sempre, sempre mesmo, fazer um backup de seus dados e se possível testar em outro servidor antes de atualizar o site principal.

Nesse sábado tem Tchelinux

Como eu já falei aqui, nesse sábado tem evento do Tchelinux em Caxias do Sul, na Ftec. Estarei lá apresentando uma palestra introdutória sobre o Magento Commerce e conto com a participação de todos.

A mágica da “primeira página no Google”

fonte: Corbis Images

imagem ilustrativa para post sobre Google - fonte: Corbis Images

Creio que a maior parte das pessoas ainda não se deu conta disso. Embora a frequência com que se questiona o que se deve fazer para que seu site apareça no Google, pouca gente faz efetivamente um trabalho para melhorar seu posicionamento no maior dos buscadores – e mais, melhorar sua encontrabilidade, isto é, usar artifícios para que mais e mais pessoas cheguem até seu site.

Alcançar o topo no Google leva tempo e custa dinheiro. Tempo porque é preciso construir toda uma rede de conteúdo, interna e externa ao seu site, pensando em como este conteúdo pode ser relevante para quem busca. Relevância é uma das palavras: não basta ter conteúdo, é preciso ter conteúdo de qualidade. Dinheiro, porque é preciso ter bons profissionais, investir em publicidade, utilizar boas estratégias, tanto na área técnica, como na área publicitária.

Depois disso tudo, ainda é preciso manter, reciclar, reinventar. E medir! É muito difícil saber se o investimento está dando resultado e o quanto esse resultado viria se não houvesse nenhum esforço de otimização. Na hora que o mercado afunilar, quem souber comprovar sua eficiência terá grandes vantagens.

Múltiplos administradores no Magento

Em pouco mais de um ano vendendo Magento, perdi as contas de quantas pessoas me perguntaram sobre múltiplos administradores no sistema. Não apenas mais de um administrador, mas administradores isolados, segmentados por seções ou lojas, cada um tendo acesso apenas às suas áreas.

O Magento tem essa função, mas não na versão Community, onde qualquer administrador controla todo o site, tendo acesso a todas as vendas, usuários, produtos. Na versão Enterprise, vendida pela Varien por pelo menos 13.000 dólares anuais, essa função é nativa. Na versão Community, ainda não conheço ninguém que tenha desenvolvido isso – e não sei qual é a versão que o UolHost usa.

E por que tanta “vontade” em cima dessa função? Ela permitiria criar um sistema de distribuição, revendendo lojas ou agregando fabricantes, em um mesmo sistema e permitindo que cada um gerencie a sua seção. Na hora que essa função estiver disponível, vai ter bastante gente correndo pra implantar, querendo ganhar dinheiro com shoppings virtuais, sem fazer nenhum esforço. Só não pode se esquecer que não basta implantar, tem toda uma logística por trás e quase sempre o investimento não vai valer a pena. Cuidado pra não perder dinheiro.

Por que escolher o Magento?

tela da loja demonstrativa do Magento Commerce

Aqui na Hydra Studio, o Magento Commerce é nossa escolha para o desenvolvimento de lojas virtuais. Mas entre tantas boas opções (como por exemplo o Prestashop ou o Miva Merchant), escolhemos o Magento? Eis algumas, para ser bem sucinto:

  • o Magento Commerce é opensource, mesmo tendo uma empresa por trás – no caso, a Varien, que vende as versões Profesional e Enterprise
  • ele conta com uma estrutura robusta e confiável, o que se traduz em segurança para o cliente – seja o nosso cliente, vendedor, como seu cliente, comprador
  • o catálogo de produtos é completo, dando inúmeras opções e variações para estruturá-lo de modo que a experiência de navegação seja a melhor possível
  • os relatórios das atividades da loja são completos, permitindo que se descubra por exemplo qual produto está sendo procurado e que carrinhos de compra foram abandonados; se for usado em conjunto com o Google Analytics, as possibilidades são imensas

E muitas outras! Que tal dar uma olhada em nossa loja demonstrativa? Acesse http://magento.hydrastudio.net e divirta-se.