Já se diz muito por aí: “conteúdo é rei”. Essa afirmação é a mais pura verdade e faz parte da nossa vida. Apesar de valorizarmos a beleza exterior, dificilmente conseguimos ficar muito tempo ao lado de uma pessoa que não tenha conteúdo: não há conversa, o assunto não flui, a vida vira uma monotonia. Lojas virtuais sofrem desse mesmo problema: antes de investir em um bom design, você deve pensar com muito cuidado sobre o conteúdo e a forma como ele será apresentado em sua loja virtual.

Não estou dizendo que você não deva investir em um belo design para sua loja. No entanto, um belo design sem bom conteúdo não se sustenta, ao passo que um ótimo conteúdo com um design regular consegue levar sua loja adiante até que você possa pensar em um design campeão. Mas o que é um conteúdo relevante em uma loja virtual e como você deve se posicionar para oferecer conteúdo de qualidade para seus visitantes?

Conteúdo em Lojas Virtuais - imagem: reprodução

  1. Não copie o conteúdo de seu concorrente nem se limite ao material que o fabricante lhe fornece – copiar o concorrente é crime e limitar-se ao que o fabricante disponibiliza é ser igual às outras lojas. Se no começo, você não tiver tempo, equipe ou dinheiro para investir em conteúdo exclusivo, usar o material do fabricante é uma escolha aceitável. Mas você deve se preparar para, em um curso espaço de tempo, atingir ao menos 40% dos produtos com uma descrição única e exclusiva, feita sob medida para sua loja virtual.
  2. Não tenha páginas de produtos poluídas – essa dica está mais ligada ao design mas também pode servir do ponto de vista de conteúdo. Não adianta encher a página de produtos com elementos estranhos ao produto. Uma página poluída só vai cansar o cliente e fazê-lo ficar perdido. Além disso, o Google terá dificuldades para entender do que aquela página trata, perdendo pontos em relevância.
  3. Utilize fotos de qualidade – da mesma forma como na primeira dica, você pode iniciar com as fotos fornecidas pelo fabricante, mas em pouco tempo deve investir em suas próprias fotos. As fotos devem ser de qualidade, seguir um padrão e transmitir uma mensagem para o cliente.
  4. Use seus clientes como aliados na hora de comentar os produtos – os consumidores têm muito a dizer sobre seus produtos e certamente o farão se forem estimulados. Facilite o trabalho de criar comentários e depoimentos, de modo que os clientes que já compraram e usaram o produto possam compartilhar suas experiências. Isso fará com que a página fique muito mais rica e útil para potenciais novos clientes,
  5. Pense em seu cliente na hora de escrever os textos dos produtos – Você deve entender seu cliente e escrever os textos pensando nele. Nada mais inútil do que um texto completo mas escrito em uma linguagem complicada e difícil de entender pela maioria de seu público-alvo.
  6. Use a caixa de Informações Adicionais – Organize as informações de seus produtos em atributos. Atributos são as características de um produto, organizados em jogos para facilitar o cadastro pelo lojista mas também para que o cliente entenda o que está comprando e possa comparar produtos similares. Faça uso da caixa de Informações Adicionais, colocando as informações de forma clara para o cliente.
  7. Permita que seu cliente compare os produtos – A comparação não é muito comum em lojas brasileiras, mas quando um produto possui muitas características, é importante que seja possível comparar versões e produtos similares em um modo fácil e rápido.
  8. Ofereça conteúdo imparcial para seu cliente – e a melhor forma de fazer isso é criar um blog. Crie um blog de sua loja virtual onde você apresenta e compara seus produtos. Seu blog deve ser imparcial e isento, de modo que os clientes possam receber de você dicas valiosas e esclarecimentos que certamente refletirão em melhores compras.

Conteúdo é rei! Viva o conteúdo!

Gestão de conteúdo em lojas virtuais
1 voto, 5.00 média (92% pontuação)